É celebrado  hoje, 10 de julho, o dia Dia Mundial da Saúde Ocular. Sendo assim, especialistas recomendam cuidados especiais para um dos sentidos mais importantes do organismo. "A visão requer ações preventivas para evitar ou minimizar, ao máximo, problemas futuros como glaucoma e catarata", alerta o oftalmologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Wilmar Silvino.


 


Segundo dados recentes da Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira (IAPB), 258 milhões de pessoas no mundo têm algum problema de visão. Cerca de 80% delas poderiam evitar a situação se tomassem alguns cuidados básicos. "A identificação e o tratamento precoce, somado à conscientização das pessoas, são ferramentas poderosas contra a cegueira", reforça Silvino.


 


Para sempre enxergar bem e não ter maiores problemas, confira algumas dicas do especialista para manter a saúde ocular em dia:


 


Leve as crianças ao oftalmologista antes dos três anos, mesmo que elas não apresentem nenhum sintoma aparente. Isso porque micro desvios, que não são perceptíveis para leigos podem levar à atrofia do nervo ótico. "Depois dessa idade, esse processo é irreversível", analisa o médico.


 


Caso note algum problema na visão dos pequenos, mesmo em recém-nascidos, não hesite em procurar a ajuda de um especialista. Os problemas mais comuns são: desvio de um dos olhos; e manchas brancas no centro dos olhos.


 


Todas as pessoas acima dos 40 anos devem fazer visitas periódicas ao oftalmologista. "Após essa idade, o organismo começa uma linha degenerativa, que inclui o tecido ocular", informa Silvino. Nessa faixa etária, os problemas mais comuns são: sinais de hipertensão arterial; diabetes; e o glaucoma, que é a degeneração de nervo ótico.


 


No caso de pessoas diabéticas ou hipertensas, a recomendação é ir ao especialista a cada seis meses. Isso evitaria as consequências dessas doenças que levam à cegueira.


 


Não durma com lentes de contato, mesmo que o fabricante garanta que isso é possível. "Durante o sono, pode ocorrer perfuração da córnea sem que o paciente perceba", alerta o especialista.


 


Não compre óculos prontos em farmácia, aeroportos e camelôs. Além de terem exatamente o mesmo grau para as duas lentes, o que é difícil ocorrer no dia a dia, eles não corrigem o astigmatismo. Os sintomas de que algo está errado são: sonolência, ardência nos olhos e falta de rendimento no trabalho.


 


Nunca tome sol diretamente nos olhos. Use boné e óculos com absorção ultravioleta - que tem efeito cumulativo e provoca, entre outros problemas, catarata e degeneração macular da retina.


Fonte: Bonde

Compartilhar
0