Vídeo: Estrabismo: quanto mais cedo o tratamento, melhor

É errada a crença de que o estrabismo desaparece com a idade. Tão logo ele seja percebido em crianças, elas devem ser encaminhadas para avaliação junto ao oftalmologista, porque os resultados serão sempre melhores se o tratamento for iniciado precocemente. Sem o tratamento adequado, pode acontecer a perda total da visão do olho desviado.


Estrabismo é uma alteração ocular que causa um desalinhamento dos olhos, fazendo com que eles apontem para direções diferentes. Um dos olhos poderá estar direcionado para frente, enquanto o outro desvia para dentro, para fora, para cima ou para baixo.


O problema ocorre com mais frequência entre as crianças, mas pode ocorrer também nos adultos. Atinge de maneira igual homens e mulheres e, em alguns casos, tem caráter familiar. Nos adultos, o estrabismo pode ter alguns fatores envolvidos, tais como doenças neurológicas, diabetes, doenças de tireoide, tumores cerebrais, acidentes, entre outros. Há ainda o pseudoestrabismo, que vem a ser uma condição em que fatores anatômicos ou funcionais podem simular um desvio nos olhos.


O tratamento do estrabismo consiste em  medidas terapêuticas para corrigir os problemas visuais e incluem aplicação de colírios, uso de óculos, exercícios ortóticos para o fortalecimento dos músculos, tamponamento do olho com visão normal para estimular o outro com deficiência, especialmente nos casos de ampliopia, conhecidos como “olho preguiçoso”. Em alguns casos, cirurgia pode ser recomendada, ou mesmo aplicação de toxina botulínica. O Hospital de Olhos de Cascavel dispõe de estrutura, profissionais e tecnologia de ponta para oferecer a melhor alternativa.

Compartilhar
0

Categorias

Quer receber nossas dicas e novidades?

É só cadastrar seu contato aqui.