Vídeo: Vermelhidão nos olhos, coceira, ardência? Oftalmologista alerta para uso indevido de colírios

De vez em quando, aquela vermelhidão nos olhos, ou a coceira, ardência, incomodam muito. É bem comum. Mas a busca para acabar com os sintomas faz a população recorrer, de imediato, ao uso dos colírios. Todo mundo tem um pra indicar, não é? De acordo com o oftalmologista Edmar Guedes, isso pode ser perigoso, ocasionar efeito contrário ou agravar o problema. As informações são da Tribuna Band News FM.

“Cada doença diagnosticada vai ter uma forma correta de usar ou uma dose adequada e durante um período adequado. O colírio, dependendo do tempo que ele é usado, pode causar efeitos colaterais importantes. Posso citar o uso de alguns colírios à base de corticoide que pode causar aumento da pressão intraocular, que vai concorrer para o glaucoma, e também a formação de catarata mais precoce”, alertou o médico.

O oftalmologista explica que os colírios servem para tratamento de várias doenças como inflamações, infecções, alergias e olho seco. Tudo isso é doença dos olhos, viu? Então, identificar cada uma e indicar o melhor tratamento é papel do especialista.

Os principais tipos de colírio são os lubrificantes, colírios antibióticos, colírios anti-inflamatórios, tem aqueles usados na terapêutica do glaucoma. Então é muito importante o uso do colírio com a correta indicação, no caso, após o diagnóstico feito pelo médico oftalmologista.

Importante lembrar que o frasco do colírio é de uso individual. Sabia disso? Pois é. E, durante a aplicação, é preciso estar deitado e pingar as gotas na parte inferior do olho e fechá-los e pressioná-los. Isso vai ajudar na absorção do remédio. A saúde da visão precisa ser lembrada. Não feche os olhos pra isso.


Fonte: Tribuna

Compartilhar
0

Categorias

Quer receber nossas dicas e novidades?

É só cadastrar seu contato aqui.