Vídeo: O que pode significar o tremor nas pálpebras?

 Já aconteceu de você estar fazendo alguma atividade e, de repente, sentir um tremor nos olhos? Por mais que assuste muita gente, essa condição é muito comum – e se chama espasmo.


O espasmo é uma reação frequente em diversas partes do corpo. Ele pode se manifestar nos olhos, causando um tremor involuntário na pálpebra. Geralmente, passa rápido: um espasmo dura apenas alguns segundos, ou minutos.

Essa condição, que pode ser chamada de mioquimia, resulta em movimentos rápidos e incontroláveis do músculo das pálpebras. A orbicular – como também é conhecido o músculo palpebral – faz isso com o propósito de estimular a circulação sanguínea. 

Na maioria das vezes, os tremores acontecem em apenas um dos olhos, embora não seja impossível ter os dois olhos afetados pelo espasmo, ao mesmo tempo. 

O que causa o tremor nas pálpebras? 

O tremor nas pálpebras é uma condição natural dos olhos e pode ser consequências, por exemplo, de olhos cansados, após um dia inteiro de trabalho. Afinal, assim como os demais músculos do corpo, os olhos também sentem a sobrecarga de uso e reagem a ela. 

Contudo, por mais que seja uma reação natural do órgão, nem todas as movimentações na pálpebra são inofensivas. Quando o tremor nas pálpebras perdurar por várias horas, ou até dias, é essencial buscar acompanhamento oftalmológico para evitar possíveis complicações.

Todavia, quando os tremores acontecem vez ou outra, pode ser apenas um sinal de que os olhos estão pedindo uma mudança de hábito. 

Veja algumas causas que podem potencializar o tremor nas pálpebras – cuja diminuição pode ocorrer a partir de mudanças simples nos costumes diários.

Cansaço

Quando nos sobrecarregamos demais, o corpo tende a dar sinais de que precisamos tirar um tempo para descansar. A fadiga também afeta os nossos olhos, sendo um dos fatores que leva ao tremor nas pálpebras. 

Um exemplo: quando as horas de sono não são o suficiente para o descanso completo, pode ser que as pálpebras comecem a tremer ao longo do dia. Que tal tentar descansar mais um pouquinho? 

Estresse

Outra questão que pode desencadear o tremor nas pálpebras é o estresse. Quando os hormônios responsáveis por ele – adrenalina e cortisol – são liberados no organismo, a musculatura do corpo se contrai. Isso acontece também com as pálpebras, resultando na movimentação do músculo palpebral.

Reação alérgica

As alergias podem ser causadas por diferentes agentes, como fumaça, poeira, alimentos ou produtos químicos. Elas causam inúmeras reações no organismo, sendo que uma delas é a produção de histamina. 

Uma vez que a histamina chega aos olhos, o espasmo muscular pode ocorrer.

Desidratação

O consumo de água é recomendação feita por todos os médicos, já que o hábito oferece inúmeros benefícios para a saúde. Isso não seria diferente para o bem-estar dos olhos. Quando não bebemos água, os tecidos ficam desidratados e sem força – o que faz com que os tremores nas pálpebras aconteçam.

Passar muito tempo na frente das telas 

Muitos de nós passam longos períodos na frente do computador ou celular, seja para trabalhar, estudar ou se divertir. O problema é que esse hábito pode resultar em inúmeros problemas de visão, como a fadiga ocular e o olho seco. A diminuição do número de piscadas é consequência desse hábito e pode gerar, também, o tremor nas pálpebras.

Para evitar contratempos, retire um momento do dia para relaxar, tanto o corpo quanto os olhos, e lembre-se sempre de manter a higiene das mãos ao colocá-las em contato com o órgão, óculos e lentes de contato.

Caso os espasmos sejam frequentes, não hesite em buscar ajuda oftalmológica.


Fonte: COA


   
Compartilhar
0

Categorias

Quer receber nossas dicas e novidades?

É só cadastrar seu contato aqui.